O processo terapêutico é o ato de prestar cuidados e tratar o outro. A psicoterapia é um tipo de terapia que tem a finalidade de tratar por meio das palavras os problemas psicológicos, tais como depressão, ansiedade, dificuldades de relacionamento, entre outros, relacionados à saúde mental.

No âmbito da terapia complementar holística, de acordo com Aristóteles, na Metafísica, o todo é maior do que a simples soma das suas partes, assim, temos uma visão do indivíduo integral, levando em consideração todos seus aspectos – físicos, psicológicos e energéticos – e a proposta complementar vem ressaltando que não se descartam os cuidados médicos, mas se complementam suas ações objetivando amenizar os efeitos dos tratamentos e dos medicamentos, bem como oferecendo suporte psicológico.

As técnicas de terapia complementar são inúmeras (Reiki, yoga, meditação, florais de Bach, aromaterapia, musicoterapia, arteterapia, etc.) e visam promover o equilíbrio do corpo, o bem-estar e o relaxamento das tensões, bem como promover o autoconhecimento, abrindo assim, espaço para os processos de cura e auto cura.
O que ocorre é que muitas pessoas resistem em procurar ajuda, achando que vivenciam um problema passageiro e que sozinhas conseguirão resolver.

Essa resistência, geralmente, está relacionada à crença de que não precisamos de ninguém para nos ajudar a resolver um problema que é só nosso.

Porém, o que deve ser levando em conta é que quando se está emocionalmente envolvido em conflitos internos, a solução, por mais simples e clara, passa despercebida por nós e o papel do terapeuta é justamente esse, nos fazer ver as possibilidades que, às vezes, estão escondidas, fazendo-nos olhar por outros ângulos, ampliando nossa visão.

Todos vivenciam momentos de estresse, ansiedade, depressão, falta de apetite, insônia, problemas de relacionamento, cansaços crônicos, perda de empregos, lutos e não nos damos conta de que essas emoções podem desencadear muitas enfermidades, como enxaquecas, problemas renais, gastrites, dores, hipertensão, entre outros, pois desregulam todo o nosso sistema endócrino, responsável pelo nosso sistema imunológico.

Por isso, a importância de procurar uma ajuda especializada, pois ela será capaz de identificar as causas emocionais que podem estar acarretando os desequilíbrios, ajudando no reestabelecimento psíquico, no resgate da autoestima e no apoio para o melhor tratamento do cliente.

É muito importante ter em mente que, se você está passando por uma situação esperando um resultado X e esse resultado nunca é alcançado, é preciso humildade para perceber que a estratégia pode estar errada e que, muito provavelmente, você precisa de ajuda.

Quando nos deparamos com erros de estratégias internas, certamente, é o momento de mudar. Mas como, se temos hábitos arraigados e vivemos em nossa zona de conforto que, apesar de nos apresentar situações conflitantes, já nos acostumamos com elas?

Nesse momento, é preciso coragem para enfrentar nossos fantasmas interiores, lembrando que todo crescimento e toda mudança requer um esforço e um movimento em direção ao resultado desejado. Ficar em casa se lamentando não altera o resultado.

Portanto, é preciso entendimento de que há um problema, ou desafio a ser enfrentado, o desejo de mudar a estratégia e a busca da ajuda terapêutica que auxiliará na análise e no desenvolvimento de novos padrões emocionais, de pensamentos e crenças, que certamente o levará a um novo caminho.